Siga

December 18, 2018

December 12, 2018

December 5, 2018

Please reload

Posts Recentes

POR QUE NÃO SOU CRIATIVO? 2

June 24, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

AO INFINITO E ALÉM

March 11, 2017

CAPÍTULO   II

Camaradagem: Uma Catedral Além do Infinito

 

Olá, esse é outro trecho da série FÉ QUE DÁ LUCRO. Se você não viu o capítulo I, vá lá agora, não perca a chance de conhecer uma história muito legal. Se já viu, beleza, aproveite a leitura...

 

O sentimento que temos ao fazer qualquer coisa na vida é a sua própria definição. Ou seja, a qualidade de nosso trabalho depende exclusivamente do tipo de devoção que aplicamos nele. Dois escultores podem criar peças em pedra, mas apenas um deles acredita que elas se tornarão a Catedral que estão ajudando a construir; um lugar único e digno de ser visitado. Talvez o outro escultor esteja apenas quebrando pedras, cumprindo obrigações em troca do salário que pagará suas contas. Essa história se repete em campos de futebol, bancos, lojas, indústrias, clubes, galerias de arte, estúdios, escolas, agências de publicidade, plataformas de petróleo, supermercados, etc.

 

 

 

De acordo com escritor Simon Sinek, empresas com um forte senso de PROPÓSITO são capazes de inspirar seus funcionários, que são mais produtivos e inovadores; e o sentimento que trazem para o trabalho atrai outras pessoas, ansiosas para trabalhar lá também. “Não é por menos que as empresas que mais amamos são também os melhores empregadores”, afirma. Segundo ele, quando as pessoas dentro da empresa conhecem a RAZÃO de irem para o trabalho, estarão mais propensas a entender porque a empresa é especial. “Nessas organizações, de cima para baixo, ninguém se acha melhor, pois acreditam que todos precisam uns dos outros”, finaliza.

 

Quando a equipe entende o motivo maior de existir da empresa, acabam por compartilhar um sentimento genuíno de camaradagem*, o que representa a troca de confiança mais poderosa na construção sustentável de um negócio de sucesso. E não se engane, esse sentimento será sempre fruto de uma cultura estimulante, que agrupa as pessoas certas e as inspira sempre para a liberdade pessoal de interagir com a equipe, conhecendo seus talentos e limites, na esperança de sempre contribuir com o todo.

 

Ed Catmull, uma das grandes mentes da Pixar, diz que se você der uma boa ideia para uma equipe de gente medíocre, eles vão estragá-la. Mas, “se der uma ideia medíocre para uma equipe de gente brilhante, eles irão consertá-la ou jogá-la fora e propor algo melhor”, defende. Para o coordenador das equipes que criaram filmes inesquecíveis como Toy Story, Carros, Wall-E, Procurando Nemo, Os Incríveis, dentre outros, a sinergia entre as pessoas envolvidas no processo criativo de um projeto é condição sine qua non para o sucesso verdadeiro. As pessoas precisam conhecer a paixão que as move para o trabalho, e isso vai uni-las a outros que sentem a mesma coisa.

 

O escultor que vê uma catedral em cada pedra que lavra seria o único capaz de inspirar de verdade outras pessoas. Gente que investe emoção no que faz possui um magnetismo sedutor. Essas pessoas dividem o pão, a alegria do que fazem e emprestam a sua genialidade para garantir o sucesso alheio, pois não acreditam ser diferente disso. É inevitável a sua energia. Tudo o que fazem chama a atenção, incomodam, mexem com nossos olhos, nossos corações. Tudo o que fazem nos move sempre ao infinito e além...

 

* Esta palavra tem uma história interessante. Em Grego, KAMÁRA era uma parte de uma construção com um arco, um lugar abobadado. Esse nome passou depois a designar um aposento para dormir, o que hoje conhecemos como quarto. Em épocas em que a lei não era muito expedita para punir agressões, só se podia dormir no mesmo aposento com outra pessoa se houvesse muita confiança nela (eram épocas em que as construções dispunham de poucos quartos isolados). Daí que um “camarada”, em seu sentido original, era uma pessoa em quem se podia depositar confiança.

-------

Comente e compartilhe o texto. Em breve, mais novidades da série FÉ QUE DÁ LUCRO

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload